Bem-vindo ao nosso Blog

Esse espaço é seu e suas opiniões e comentários são essenciais para que possamos torná-lo o mais útil e agradável possível. Obrigado! <<<(((||)))>>> "Enfim, é disso de que trata o blog, de assuntos variados que traduzam com palavras simples e críticas esses caminhos e descaminhos que a humanidade percorre na estrada da vida, expressos através de um desejo profundo e intimamente meu: Quero ser mais humano: menos hipocrisia, menos espiritualidade alienante, menos moralidade vazia, muito mais HUMANO."

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Novo Dicionário da Língua Parlamentar

As novidades na câmara e senado têm despertado o interesse de todo o povo brasileiro. Cada dia uma surpresa advinda desse fantástico mundo do entretenimento jornalístico. E cada novo espetáculo relega o anterior ao esquecimento. Não se fala mais no Castelo e nem na verba indenizatória do Edmar Moreira. A notícia sobre a possibilidade de que o processo não fosse arquivado, caso 51 deputados assinassem um pedido de recurso, foi levemente veiculada. O desinteresse por parte dos deputados não foi nenhuma surpresa. O Nazareno livrou-se do cálice, renunciando o cargo de relator na Comissão de Ética, decepcionado com a promoção da impunidade. Foi como dizer: - Já que a Ética foi renunciada, renunciarei a sua Comissão também.

Política é uma arte difícil de entender, pelo menos para um ignorante como o que vos escreve. Ele tem se esforçado e Deus é testemunha disso. Toma-se uma palavra para tentar entende-la melhor. Que significa a palavra deputado? Vem à mente a palavra depurado, que significa “tornado mais puro”. Deputado então significaria... Hum, vejamos... Melhor deixar para lá, não é? Não! Vamos brincar de criar palavras ou então de empregar palavras já existentes com outros sentidos. Dizem ser bom para desabafar. E olha que o povo brasileiro precisa desabafar. Pôr para fora a revolta provocada por uma gestão política tão desordenada: uma má diGestão.

Existe filiação partidária. Como se chama quem se filia a um partido? Não importa! Chamaremos filhopartidário. Filiação por filiação, muitas adoções políticas são feitas. E novos modos de relações filiais surgem como, por exemplo, filiações nas pessoas que ocupam os cargos políticos. Há filiação ao senador fulano, ao deputado sicrano e por aí segue. Surgem assim os filhosenatários, tipo de filiação já superior ao filhopartidarismo. Seguida dos famosos filhodeputários, essa pode representar uma filiação ainda mais intensa que o próprio filhosenatarismo. E toda a senadoria está cheia desses diversos tipos de filiação, assim como toda a deputaria.

Sempre que a casa está cheia, deputaria em massa, os acordos filiateiros pululam incessantemente e até os verdadeiros filhos de deputados têm os seus interesses contemplados. E o filhodeputarismo reina absoluto, de castelo em castelo, entre os que se filhodeputariam sem qualquer pudor. Luto! Luto! Toda essa filhodeputaria deixa o povo brasileiro completamente... angustiado. E da angústia nasce a pergunta: Que deputaria é essa?

Que deputaria é essa?
Que não segue os Nazarenos na missão
Que judia de um povo que padece
Filhodeputariando nosso pão

Do próprio interesse enche a casa
Deputa a esmo o encargo
E aos cidadãos que lhe deram o doce
Imputa-se o veneno amargo

Se estás cheio
Deputarias tu
Teu valoroso voto
A um prato raso de angu?

E num contexto assim
Bastante infilhodeputado
Cabe a cada um de nós
Prover um outro resultado

Nenhum comentário: